sábado, 12 de março de 2011

Aprenda com o silêncio

Aprende com o silêncio a ouvir os sons interiores da sua alma, a calar-se nas discussões e assim evitar tragédias e desafetos...... a aceitar alguns fatos que você provocou, a ser humilde deixando o orgulho gritar lá fora, evitar reclamações vazias e sem sentido...... a reparar nas coisas mais simples, valorizar o que é belo, ouvir o que faz algum sentido...... que solidão não é o pior castigo, existem companhias bem piores...... que a vida é boa, que nós só precisamos olhar para o lado certo, ouvir a música certa, ler o livro certo.... que tudo tem um ciclo, como as marés que insistem em ir e voltar, os pássaros que migram e voltam ao mesmo lugar, como a Terra que faz a volta completa sobre o seu próprio eixo, complete a sua tarefa."Boa Terra em teus pés, Água o bastante em tua semente, bom Vento para o teu sopro, Fogo em teu coração e muito Amor em teu ser.”
(desconheço o autor)

quinta-feira, 10 de março de 2011

Aos jovens que anunciam Cristo pela música

Um dia me disseram que "quanto mais alto o vôo, maior a queda". Eu custo a acreditar nisso... Porque na verdade nunca tive medo de voar. Conhecendo Deus meu Pai... Ele é águia, e águia nasceu para voar... E talvez esse ditado popular fosse uma maneira de conseguir oprimir desejos e planos otimistas.
Eu vivo o hoje, mesmo que pense no amanhã. Não deixo de viver nunca por causa de medo de cair ou dar com a cara no muro. Realidade demais para você? Pra mim não, porque no meu reino, sonho vira realidade sim. E voar é para os que têm asas e não para qualquer um. Veja se concorda comigo: "quanto mais alto o vôo, mais bela a vista".
Sabe irmãos, estou estudando teologia e a cada dia que estudo, mais me convenço de uma coisa: nós vivemos teologia, porque tudo converge para Deus.
Bonito encontrar jovens que anunciam pela musica essa boa noticia. Aquele que escuta a voz de Deus não é o mesmo e não tenham duvida que pela força da musica de vocês a voz de Deus ecoa no meio daqueles que nem sempre a Igreja teria possibilidade de alcançar. Continuem e sonhe grande, pois nosso Pai sonha alto para nós!!!
Eu acredito que a experiência de Deus tem de ser sempre uma experiência orientada, conduzida. Creio que a experiência dos jovens com os dons, no mundo de hoje, precisa ter sempre muita reflexão. Não podemos viver apenas a experiência da oração; a reflexão tem de vir para nos ajudar a dar um bom fundamento para o nosso exercício dos dons. E a musica de vocês tem conteúdo!
A arte da musica é o desafio de tirarmos os pesos que pesam sobre a Humanidade, é o alívio de Deus na experiência Humana. É ter a possibilidade de proclamar com o corpo e com a arte que Deus é redentor e que o limite estabelecido é o lugar onde a redenção acontece.Vocês são portadores da boa noticia... vocês pregam a palavra pela musica.
No ser portador não importa quem porta, mas o que se porta. Não importa quem leva, mas o que se leva.

Não importa quão difícil seja para vocês seguirem em frente, mas olhem para o que vocês ´portam´ e sigam sem esmorecer... se doer não desista, anunciem a palavra de Deus!!!
Você não pode negar a obra que Deus faz na sua obra. Onde está o nosso trabalho? Cuidar desse limites que está em nós para que eles não atropelem a arte de Deus que está em nós.

Wellington
Seminarista Diocesano
Diocese de Ourinhos/SP

Mensagem de Bento XVI para a CF 2011


Ao Venerado Irmão
Dom Geraldo Lyrio Rocha
Arcebispo de Mariana (MG) e Presidente da CNBB


            É com viva satisfação que venho unir-me, uma vez mais, a toda Igreja no Brasil que se propõe percorrer o itinerário penitencial da quaresma, em preparação para a Páscoa do Senhor Jesus, no qual se insere a Campanha da Fraternidade cujo tema neste ano é: "Fraternidade e vida no Planeta", pedindo a mudança de mentalidade e atitudes para a salvaguarda da criação.
            Pensando no lema da referida Campanha, "a criação geme em dores de parto", que faz eco às palavras de São Paulo na sua Carta aos Romanos (8,22), podemos incluir entre os motivos de tais gemidos o dano provocado na criação pelo egoísmo humano. Contudo, é igualmente verdadeiro que a "criação espera ansiosamente a revelação dos filhos de Deus" (Rm 8,19). Assim como o pecado destrói a criação, esta é também restaurada quando se fazem presentes "os filhos de Deus", cuidando do mundo para que Deus seja tudo em todos (cf. 1 Co 15, 28).
            O primeiro passo para uma reta relação com o mundo que nos circunda é justamente o reconhecimento, da parte do homem, da sua condição de criatura: o homem não é Deus, mas a Sua imagem; por isso, ele deve procurar tornar-se mais sensível à presença de Deus naquilo que está ao seu redor: em todas as criaturas e, especialmente, na pessoa humana há uma certa epifania de Deus. «Quem sabe reconhecer no cosmos os reflexos do rosto invisível do Criador, é levado a ter maior amor pelas criaturas» (Bento XVI, Homilia na Solenidade da Santíssima Mãe de Deus, 1º-01-2010). O homem só será capaz de respeitar as criaturas na medida em que tiver no seu espírito um sentido pleno da vida; caso contrário, será levado a desprezar-se a si mesmo e àquilo que o circunda, a não ter respeito pelo ambiente em que vive, pela criação. Por isso, a primeira ecologia a ser defendida é a "ecologia humana" (cf. Bento XVI, Encíclica Caritas in veritate, 51). Ou seja, sem uma clara defesa da vida humana, desde sua concepção até a morte natural; sem uma defesa da família baseada no matrimônio entre um homem e uma mulher; sem uma verdadeira defesa daqueles que são excluídos e marginalizados pela sociedade, sem esquecer, neste contexto, daqueles que perderam tudo, vítimas de desastres naturais, nunca se poderá falar de uma autêntica defesa do meio-ambiente.
            Recordando que o dever de cuidar do meio-ambiente é um imperativo que nasce da consciência de que Deus confia a Sua criação ao homem não para que este exerça sobre ela um domínio arbitrário, mas que a conserve e cuide como um filho cuida da herança de seu pai, e uma grande herança Deus confiou aos brasileiros, de bom grado envio-lhes uma propiciadora Bênção Apostólica.

Vaticano, 16 de fevereiro de 2011


BENEDICTUS PP. XVI

terça-feira, 8 de março de 2011

Ser Sal e Luz

Estamos no ano do Evangelho de Mateus.
 Mateus 5,13-16.
    O assunto de hoje, vamos meditar sobre duas comparações muito conhecidas que Jesus nos deixou. Ele diz que a comunidade deve ser sal da terra e luz do mundo. O sal não existe para si, mas para dar sabor à comida. A luz não existe para si, mas para iluminar o caminho. A comunidade não existe para si, mas para o povo do bairro. Vamos conversar sobre isto:
1.     Como as pessoas do bairro vêem a nossa comunidade?
2.     Nossa comunidade exerce alguma atração? É sinal? Sinal de quê? Para quem?

Mateus 5,13: sal da terra.
     Usando imagens do dia-a-dia, com palavras simples e claras, Jesus faz saber qual a missão da comunidade: ser sal! Ser luz! Naquele tempo, com o calor que fazia o povo e os animais precisavam comer muito sal. O sal, entregue pelo fornecedor em grandes blocos, ia sendo usado pelo povo. No fim, aquilo que sobrava ficava como poeira no chão. Não servia para mais nada. Jesus evoca este costume para esclarecer os discípulos e as discípulas sobre a missão que deviam realizar.
Mateus 5,14-16: luz do mundo.
    A comparação é óbvia. Ninguém acende uma vela para colocá-la debaixo de um caixote. Uma cidade situada em cima de um morro não consegue ficar escondida. A comunidade deve ser luz, deve iluminar. Não deve ter medo que apareça o bem que faz. Não o faz para aparecer, mas o que faz pode aparecer.  O sal não existe para si.  A luz não existe para si! Assim deve ser a comunidade: ela não pode fechar- se sobre si mesma.
MENSAGEM
     Sua luz deve brilhar de dentro para fora.
     Procure manifestar a todos a luz interior que vibra em você, através de seus atos e de suas palavras de compreensão e de otimismo.
    Seja você mesmo sua própria luz, iluminando a todos com suas palavras de conforto e incentivo, com seu sorriso de entusiasmo e encorajamento, com seu exemplo de Fé e otimismo.

 AFONSO DIAS É BÍBLISTA, E ASSESSOR DO CEBÍ-SP E SUL DE MG.
(meu professor do curso Biblico)

segunda-feira, 7 de março de 2011

A FELICIDADE

Por João Paulo Leal Meireles


À Rita. Indefinível e surpreendente Rita.

Um dia me disseram que felicidade é sentir-se bem com aquilo que você tem; que você precisa ter consciência do que está ao seu alcance e buscar ser feliz sem esperar atingir este ou aquele objetivo.

Sabe que é verdade? Enquanto busquei algo que não estava ao meu alcance, enquanto quis me moldar para agradar a alguém, eu nunca experimentei a verdadeira felicidade.

A partir do dia em que eu comecei a me sentir bem com aquilo que sou e que tenho, fui invadido por uma sensação de bem-estar, uma alegria nas pequenas coisas da vida. Eu acreditava que o espelho é que deveria gostar de mim, mas eu estava errado. Eu é que deveria gostar do espelho.

Isso não quer dizer, é claro, que você deva viver a “síndrome de Gabriela”: eu nasci assim, eu cresci assim e sou mesmo assim, vou ser sempre assim. Claro que não. Você é a única pessoa capaz de impor limites a si mesmo.

Acredite em seu potencial. Melhore seus pensamentos. Isso irá refletir nos seus sentimentos, que irá refletir nos seus relacionamentos, que irá refletir na maneira como os outros te vêem... e por aí vai.

Mas nunca perca de vista a sua essência. Nunca espere ter ou ser algo para ser feliz. O presente não será uma dádiva se você sempre esperar por algo no futuro para sentir-se bem.

Aliás, não pense muito no futuro. Ele é só uma expectativa. Olhe em volta, veja as inúmeras possibilidades de felicidade que estão ao seu alcance e abrace-as. Aprenda com os erros passados e aproveite disso para tornar-se uma pessoa melhor.

Enfim, lute por aquilo que você deseja, mas não espere que essa meta seja alcançada para só então ser feliz. Comece por ser feliz agora!

A felicidade é algo que só existe no presente e para alcançá-la basta que você saiba como encarar a vida. Você pode esperar a vida toda pela conquista de algo ou pode começar a ser feliz agora mesmo com aquilo que você tem. Só depende de você.

Que tamanho tem o universo?

Um dia uma criança chegou diante de um pensador e perguntou-lhe: "Que tamanho tem o universo?". Acariciando a cabeça da criança, ele olhou para o infinito e respondeu: "O universo tem o tamanho do seu mundo". Perturbada, ela novamente indagou: "Que tamanho tem meu mundo?". O pensador respondeu: "Tem o tamanho dos seus sonhos".
Há pessoas que sonham grande e outras que nem coragem de sonhar tem mais. Seu mundo se tornou tão pequeno quanto seus sonhos. As vezes por medo preferimos deixar nossos sonhos de lado, achamos que vamos sofrer se ficarmos sonhando com algo difícil de se realizar. Já tive muitos sonhos. Alguns realizei, outros deixei que morresse dentro de mim. Hoje olho e vejo que os sonhos que deixei de lado,  nem eram tão impossível assim. O que faltou foi coragem para lutar por eles. Mas também olho para frente, e ainda tenho muitos sonhos. Um dia alguém me disse: não fiquei sonhando, planeje e verás que seus sonhos são possíveis. Sim, meus sonhos são possíveis, e não permitirei que eles morram dentro de mim. O passado devo colocar nas mãos de Deus. O presente é dádiva, por isso  se chama presente, devo vive-lo da melhor forma possível. E meu futuro devo planejá-lo, mas sem me preocupar demais. devo me lançar para frente, meus sonhos gritam dentro de mim, não devo sufoca-los. Não permita que seus sonhos morram, ou você morrerá um pouco. Enquanto há vida há tempo para realizarmos nossos sonhos. Sejam eles grandes ou pequenos. Não fique parado na vida com medo de viver, com medo do que pode te acontecer. Invista em você, nos seus projetos. Seja feliz da maneira como você está hoje, mas sabendo que tudo pode ser melhor se você acreditar em seus sonhos.
Rita Leite

Dia internacional da Mulher

Oração da mulher cristã

Senhor, dá-me de Raquel a arte de fazer-me amar.
Dá-me de Jocabed o espírito de sacrifício e renúncia.
Dá-me de Débora, a solidariedade e estímulo.
De Rute, dá-me a fé, a fibra para cumprir o voto.

Dá-me a astúcia de Micol, para usá-la no bem e não para o mal.
Como Abigail, faz-me mensageira da paz.
Como Ester, que eu seja desinteressada e altruísta.
Como Maria, faz-me pura e humilde,
E como Izabel, capaz de regozijar-me com o bem alheio.


De Marta, dá-me a disposição para o trabalho material
e de Maria, o anseio espiritual.
Como Dorcas, a costureira, que eu seja útil ao necessitado.
E como Lídia, a mulher hospedeira,
que eu abra a porta ao que chegar cansado.


Como a mulher samaritana, que eu corra a falar da salvação.

Amém.
Fonte: xaverianas.blogspot.com

Hino da Campanha da Fraternidade 2011

domingo, 6 de março de 2011

Somos a Infância e Adolescência Missionária da Paroquia N. S. Aparecida - Rosolem

Nosso grupo de Infância e Adolescência Missionária começou em outbro de 2008. Com a ajuda de Adriano um jovem seminarista Xaveriano que hoje estuda teologia no Camarões Africa. Procuramos tornar Jesus conhecido e amado e fazer com que nossas crianças conheçam e amem o que há de belo em outros povos e culturas, para que nossa igreja seja cada vez mais missionária. Temos um sonho; que nossos jovens façam a diferença neste mundo tão violento e sem amor. De todas as crianças do mundo... Sempre amigos!