sábado, 18 de fevereiro de 2012

"Esmola - Jejum - Oração" Quarta-Feira de Cinzas.



1ª Leitura -  Joel 2, 12-18
Sl - 51 (50)
2ª Leitura - 2 Cor 5, 20-6, 2
Evangelho - Mateus 6, 1-6. 16-18
Quaresma tempo propicio para aprofundarmos nossa fé e assumir a penitencia como meio de conversão autentica e verdadeira. Não somente neste tempo de quaresma, mas em todo tempo nossa vida deve ser uma constante conversão. De maneira especial a igreja nos convida a reavivar nosso compromisso através desses três aspectos; Esmola, Jejum e a oração. Também ouvir atentamente a palavra de Deus e fazer uma boa preparação para a Páscoa de Cristo. Ao escutarmos atenta a palavra de Deus vamos abrindo-nos e conhecendo a vontade de Deus para cada um de nós.
 Na primeira leitura o profeta Joel vem nos falar de conversão. Devemos voltar para Deus não somente com praticas exteriores, mas antes de tudo de todo coração. Rasgar o coração é abrir-se a graça de Deus que nos ama e nos perdoa. Deus conhece o nosso intimo, ele sabe de todas nossas imperfeições só espera que reconheçamos nele o Deus de amor que nos socorre e nos salva.
Na segunda leitura São Paulo nos exorta a nos reconciliarmos com Deus para que não tenhamos recebido a graça da salvação em vão. Cristo morreu por nós por amor, ele que não tinha pecado algum se fez pecado por nós a fim de que fossemos salvos por ele. Deus nos escutou e veio ao nosso encontro ele nos salvou. É hoje o dia favorável a nossa conversão é hoje o dia que o Senhor espera a nossa volta para ele.
A quaresma nos ajuda a buscarmos a reconciliação conosco mesmo com o irmão e com Deus.
No Evangelho Jesus nos chama a atenção para que nossa religiosidade não se torne meros atos exteriores. A esmola, o jejum e a oração têm o objetivo de nos levar a ter um relacionamento mais fraterno com os que sofrem,praticando com eles a caridade.
Esmola não é só dar dinheiro é ser solidário é partilha é não acumular os bens enquanto tantos irmãos passam necessidades. O jejum nos educa nos capacita a exercitar o autodomínio, e assim livres de nossos desejos sirvamos mais a Deus e aos irmãos. A oração nos move em direção a Deus e ao cumprimento de sua vontade. É escutar a Deus que nos fala e dar uma resposta positiva é o encontro pessoal com nosso senhor que faz de nós discípulos /missionários, anunciadores e promotores de seu Reino de justiça, paz e amor.
Neste dia recebemos as cinzas em nossa cabeça para nos recordar que somos pó e ao pó voltaremos. Com o salmista reconhecemos nossos pecados e suplicamos a Deus que crie em nós um coração que seja puro e nos dê um espírito decidido pela busca da santidade. Hoje o Senhor faz novamente o convite: voltai para mim de todo o vosso coração com jejuns, lagrimas e gemidos. Reconciliemo-nos com Deus, pois só temos o hoje para isso.
 Boa e santa quaresma a todos e que nos encontremos firmes e confiantes com Jesus que vence todas as tentações, humilhações, passa pela paixão e cruz chega a gloria da ressurreição. Com ele e por ele reconciliados na Quinta-Feira santa aprender dele o serviço-amor-doação.
 Em Cristo
Rita Leite