segunda-feira, 21 de outubro de 2013

"O amigo é um presente de Deus"


Saudade se assemelha a uma estrada, quanto mais longa maior o desafio do condutor. Na amizade essa distância física implica em nos remeter as lembranças e que boas risadas elas nos trazem.

Na amizade é assim, um longo caminho que pode me levar a qualquer direção, pois como dizia Santo Agostinho “Onde há verdadeira amizade não há necessidade“. Perto ou longe o que fica no coração é a certeza de que o que Deus plantou o tempo irá cuidar e fazer crescer.

Sim a fé nasceu do amor de Deus para com a humanidade, a amizade nasceu da ousadia do homem ao seu criador. Se a finalidade de nossas obras é o amor, a amizade já nos traduz isso no cotidiano, ou seja, o amigo conhece nossa alma, sabe andar no solo de nosso coração sem ferir. A amizade é um tesouro infinito, o amigo estando perto ou longe é amigo, ele valoriza a grande dádiva que Deus plantou nesta terra.

Ser amigo é ser apoio, ser presença, ser silêncio, mas antes de tudo ser amor.

A amizade é um vínculo infinito, Deus o criou para que a pessoa humana tivesse um tesouro, um apoio que o conduzisse ao coração d’Ele. Nessa estrada de indas e vindas nosso Senhor nos proporcionou uma grande riqueza, um ao outro, sim isso mesmo. A amizade é um terreno fértil que a cada dia precisa ser regado, só assim com o tempo veremos seus frutos.
 

A distância não ofusca o plano original de Deus, pois a amizade é uma mescla de finito com infinito, ou seja, de Eterno com passageiro, por que a amizade não é posse e sim dom que precisa ser partilhado por isso sua base precisa estar ancorada em Deus.

Pense em pelo menos três amigos que tem… Creio que você precisaria de mais tempo, pois as lembranças até lhe trouxeram um sorriso, mas quero aqui lhe dizer uma grande benção e com isso desejo te levar a uma reflexão.

Jesus não te chama de servo, mas de amigo, ou seja, somos amigos de Deus, mas será que minha amizade com ele está crescente ou estacionada? Como tenho expressado minha amizade com Deus no cotidiano?

Se quando você lembrou de seus amigos e sorriu imagine Deus ao saber que seu amigo o vai procurar, e partilhar o que está vivendo ou ainda melhor buscando soluções ou direções em sua vida.

Nossos amigos são tesouros importantíssimos, mas não podemos esquecer que nosso maior amigo é aquele que se entregou numa cruz por nós.

Nossos amigos aqui nesta vida são importantes, mas a amizade com Deus é capaz de nos trazer grandes mudanças em nossa história, lembra dos apóstolos, o que a amizade com Jesus foi capaz de fazer com eles? Eles tiveram medo sim, mas Deus enviou o intercessor que os sustentou na caminhada.


É um caminho longo, e exige de nós confiança, mas

o conhecer é à base de tudo, não tem como amar sem conhecer, aí está Deus já nos conhece desde antes de nascermos e sabe cada passo que iremos dar, mesmo assim não nos aliena ou exige de nós nada além daquilo que nós podemos fazer, Ele apenas espera de nós que respondamos a uma pergunta? “Quereis ser meu amigo, ou do mundo!”.

Vivencie bem as amizades que tem, seja verdadeiro com este grande presente que Deus lhe deu, mas não se esqueça que o filho pródigo escolheu o mundo, mas quando voltou viu o tempo que tinha perdido e recomeçou do zero.

Se hoje você precisa recomeçar, seu grande amigo está lhe esperando ansioso para partilhar, e com muitas saudades de ti.

Amizade é um dom assim como o amor, no amor tudo se encerra e na amizade tudo se inicia.

Deus abençoe sua decisão.

Maurício Cataldo
Missionário da Comunidade Canção Nova

Nenhum comentário: