sexta-feira, 3 de abril de 2015

CRISTO RESSUSCITOU!



FELIZ PÁSCOA!

O sol nasceu! É um novo dia
Bendito seja Deus, quanta alegria.


Meu irmão e minha irmã, “este é o dia que o Senhor fez para nós. Alegremo-nos e nele exultemos”. A força de Deus Pai se manifestou. Cristo ressuscitou! É Páscoa, é passagem da morte para a vida. Com estas palavras de esperança quero felicitá-los com uma saudação pascal e, ao mesmo tempo, retomar o meu blog que há um bom tempo esteve parado devido aos problemas de saúde que enfrentei. Agora, um pouco melhor, continuo o meu tratamento na cidade de Piracicaba onde colaboro no trabalho pastoral na Paróquia Imaculado Coração de Maria.

Com a Campanha da Fraternidade deste anocom o tema: “Igreja e Sociedade” e o lema: “Eu vim para servir” (Mc 10,45), a Igreja deseja “aprofundar, à luz do Evangelho, o diálogo e a colaboração entre a Igreja e a Sociedade propostos pelo Concílio Vaticano II, para melhor servir ao povo brasileiro no atual momento e contribuir com a construção do Reino de Deus”.
As alegrias e esperanças, as tristezas e as angústias dos homens e mulheres de hoje, sobretudo, dos pobres, são também as alegrias e esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo” (Constituição Pastoral Gaudim et Spes, n. 1).
“Eu vim para servir” é a resposta de Jesus aos discípulos quando se perguntavam quem seria o maior, o primeiro dentre eles. Foi uma oportunidade para Jesus lhes dar uma lição sobre o poder como serviço (Mc 8,34-35). Jesus veio não para ser servido e sim para servir e dar a vida pela salvação de muitos. A missão da Igreja é evangelizar, que implica também libertar as pessoas de situações de exclusão e injustiça que atentam contra a dignidade da pessoa humana e o bem comum.

         A ALEGRIA DO EVANGELHO enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. Quantos se deixam salvar por Ele são libertados do pecado, da tristeza, do vazio interior, do isolamento. Com Jesus Cristo,
renasce sem cessar a alegria. (Evangelii Gaudiun n.1) . O Papa Francisco nos desafia a deixarmo-nos contagiar pelo Cristo ressuscitado.
  • “Há cristãos que parecem ter escolhido viver uma Quaresma sem Páscoa” (n. 6).
  • “Um evangelizador não deveria ter constantemente uma cara de funeral” (n. 10).
  • “Aos sacerdotes, lembro que o confessionário não deve ser uma câmara de tortura, mas o lugar da misericórdia do Senhor que nos incentiva a praticar o bem possível” (n. 44).
  • “A Eucaristia (...) não é um prêmio para os perfeitos, mas um remédio generoso e um alimento para os fracos” (n. 47).
  • “Muitas vezes agimos como controladores da graça e não como facilitadores. Mas a Igreja não é uma alfândega; é a casa paterna, onde há lugar para todos com a sua vida fatigante” (n. 47).
  • “A psicologia do túmulo (...) pouco a pouco transforma os cristãos em múmias de museu” (n. 83).
  • "Uma das tentações mais sérias que sufoca o fervor e a ousadia é a sensação de derrota que nos transforma em pessimistas lamurientos e desencantados com cara de vinagre" (n. 85). 
  • “Deus nos livre de uma Igreja mundana sob vestes espirituais ou pastorais!” (n. 97).
  • “Sonho com uma opção missionáriacapaz de transformar tudo, para que os costumes, os estilos, os horários, a linguagem e toda a estrutura eclesial se tornem um canal proporcionado mais à evangelização do mundo atual que à autopreservação.” (n. 27)

Meu irmão e minha irmã com a força do Cristo ressuscitado, encantado com o Evangelho da Alegria e a proclamação do Ano da Misericórdia pelo Papa Francisco desejo à vocês muita esperança para continuarmos a nossa missão de Evangelizadores.

joaobortoloci@bol.com.br

Nenhum comentário: